terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

HEM OF YOUR GARMENT

Novamente no hospital, eu sempre me surpreendo com o estado que fica minha amada quando bate uma crise de enxaqueca. É uma doença sem cura para ela, que afeta a nós dois, tem dias que dá vontade de encerrar a folharada, tem horas em que viver já não vale o esforço. Normalmente sou muito positivo, e abomino essas expressões cretinas do tipo "vale a pena". Mas não me sinto bem hoje, nesses momentos vem tudo, as promessas que eu não cumpri, as pessoas que foram filhas da puta comigo. Por que esse meu coração de madeira insiste em continuar batendo?

2 comentários:

  1. Cuide bem da Naira. Molharas logo.
    sandovas

    ResponderExcluir
  2. Rodrigo Duarte Barros23 de fevereiro de 2011 06:17

    Força!
    Um grande abraço...

    ResponderExcluir